Encontro Econômico Brasil-Alemanha - EEBA

 

 

Alimentos orgânicos e funcionais estarão presentes
no Encontro Econômico Brasil Alemanha 2017

Orgânicos 

 Legenda – O mercado de alimentos saudáveis deve crescer até 25% este ano no Brasil


Crédito:

Valeria Aksakova/Freepik

Empresas que atuam nesses segmentos terão espaço nas rodadas de negócios do evento que ocorrem entre 12 e 14 de novembro na FIERGS, em Porto Alegre. Alimentação saudável movimenta mais de US$ 27 bilhões no Brasil.

 

Se a agricultura no Brasil vai bem, o mercado de alimentos orgânicos no País está ainda melhor. O número de unidades produtivas para a agricultura orgânica e sustentável no Brasil passou de 6,7 mil unidades em 2013 para cerca de 15.700 em 2016, mais que o dobro do crescimento em anos, segundo dados da Coordenação de Agroecologia (Coagre), vinculada ao Ministério da Agricultura e Abastecimento (Mapa).  O mercado também está em alta e faturou R$ 3 bilhões no ano passado, uma expansão de 20% em relação a 2015. A expectativa é que as vendas cresçam ainda mais este ano entre 20% a 25%. Por sua importância para o mercado brasileiro e europeu, o Encontro Econômico Brasil Alemanha 2017 vai abrir espaço para empresas dos dois países interessadas no segmento de alimentos orgânicos e também funcionais durante as rodadas de negócio. O evento será realizado entre os dias 12 e 14 de novembro, na FIERGS, em Porto Alegre. E as inscrições podem ser feitas gratuitamente pelo site www.eeba2017.com.

Por trás dos bons números dos orgânicos no Brasil, também há uma atenção especial ao mercado externo. As 54 empresas associadas ao Conselho Brasileiro de Produção Orgânica e Sustentável (Organics) e a Projeto Organics Brasil fecharam 2016 com faturamento de R$ 145 milhões e venderam um volume 15% maior do que o registrado no ano anterior. O Brasil é o principal país fornecedor de açúcar, castanha, frutas e seus derivados de origem orgânica e há muito espaço para crescer em exportação para a Europa, China, Oriente e Oriente Médio, embora o maior mercado em potencial continue sendo a América do Norte.

No Brasil, a regulamentação da agricultura orgânica é recente, iniciada em 2013, com a Lei da Produção Orgânica (nº 10.831) e com regras e fiscalização estabelecidas em 2017. Em 2011, foi criado o Selo do Sistema Brasileiro de Avaliação de Conformidade Orgânica (SirOrg). Atualmente, existem dois modelos de certificação em vigor no País: por auditoria e pelo sistema participativo. No primeiro, a certificação é realizada por uma empresa credenciada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). No segundo, é feito por meio de um Organismo Participativo de Avaliação de Conformidade (Opac), formado por agricultores, comerciantes e ONGs credenciadas. O selo Orgânico Brasil, concedido por empresas de auditoria e Opacs,  é obrigatório nos mercados. Nas feiras de venda direta ao consumidor (mais de 600 em todo território brasileiro), o selo não é exigido, mas a comprovação é feita por uma declaração concedida de conformidade orgânica concedida pelo Ministério da Agricultura.

Saudáveis e rentáveis

Os alimentos orgânicos estão ao lado de outro segmento em ascensão no mundo, o dos funcionais, formado por itens que trazem efeitos benéficos para a saúde, além de seus atributos nutricionais básicos. Essas diferentes qualificações compõe um mercado ainda mais amplo, o de alimentos saudáveis.

Não é por acaso que o mercado de alimentos saudáveis movimentou US$ 726 bilhões em 2015. O Brasil é o quinto maior mercado mundial de alimentos saudáveis, movimentando US$ 27,5 bilhões, segundo o Euromonitor. No período entre 2010 e 2015, o crescimento acumulado brasileiro foi de 44%, quase o triplo da média mundial (15%). A previsão é que o mercado brasileiro de produtos saudáveis cresça anualmente 4,4% até 2021 – números que comprovam que a crise passa longe deste setor.

Um outro estudo da agência de pesquisas Mintel confirma esse cenário no Brasil. O “Tendências Mundiais de Alimentação e Bebidas de 2017” mostra que quatro em cada cinco brasileiros estariam dispostos a gastar mais se o alimento tiver maior valor nutricional. A pesquisa revela ainda que 79% dos entrevistados já substituem produtos convencionais por outros mais saudáveis, 44% dão preferência a itens sem corantes artificiais e 24% dos adultos brasileiros comeriam mais grãos integrais e alimentos funcionais como linhaça e quinoa, se soubesse como usá-los no dia-a-dia.

 

Encontro Econômico Brasil Alemanha 2017 - O EEBA 2017 será realizado entre os dias 12 e 14 de novembro na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre. O encontro é organizado pelo Centro Internacional de Negócios da FIERGS, BDI e Confederação Nacional da Indústria (CNI). Localmente, o evento conta com o apoio do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Prefeitura Municipal de Porto Alegre, SEBRAE e Câmara Brasil-Alemanha de Porto Alegre.

 

Links de referência:
http://www.organicsnet.com.br/2017/01/producao-organica-mais-que-dobra-em-tres-anos-no-brasil/

http://www.redebrasilatual.com.br/saude/2017/03/fiscalizacao-e-certificacao-de-produtos-organicos-no-brasil-e-bem-avaliada

http://revistagloborural.globo.com/Noticias/Sustentabilidade/noticia/2017/01/globo-rural-mercado-de-organicos-cresce-20-em-2016-com-faturamento-de-r-3-bi.html

http://economia.estadao.com.br/blogs/ecoando/alimentos-saudaveis-fazem-bem-ao-corpo-a-natureza-e-aos-negocios/

http://emais.estadao.com.br/blogs/comida-de-verdade/pesquisas-de-mercado-apontam-maior-preocupacao-com-alimentacao-saudavel/

http://dc.clicrbs.com.br/sc/noticias/noticia/2017/04/mercado-de-alimentacao-saudavel-deve-crescer-4-41-ao-ano-ate-2021-9775279.html

Inscrever-se neste evento
até dia 10 Nov 2017.
Organizadores
Agenda
Inscrição 17 Mar – 10 Nov
Selecção de reuniões 1 Out – 10 Nov
Evento 12 Nov – 14 Nov
Detalhes
Idioma Portuguese/German
Local Porto Alegre-RS
Reuniões de Negócios
Participantes 167
Reuniões 8
Participantes
_Other Region 1
Alemanha 96
Brasil 386
Total 483
Visualizações de perfil
Antes do evento2689
Total2689